O nexo migração-desenvolvimento nas relações entre diásporas e estados: o caso das associações brasileiras e cabo-verdianas em Portugal/The migration-development nexus in the relations between diasporas and States

  • Iris de Mel de Trindade Dias Universidade do Minho - Portugal Doutorado em Ciência Política e Relações Internacionais, bolsista da Fundação para a Ciência e a Tecnologia de Portugal (FCT)
  • Isabel Maria Estrada Cavalhais Professora do Departamento de Administração Pública e Relações Internacionais da Universidade do Minho

Resumo

Este trabalho tem como objetivo investigar de que modo os movimentos associativos das diásporas brasileira e cabo-verdiana em Portugal se relacionam com a promoção do nexo migração-desenvolvimento, tendo como foco a articulação com os    Estados de origem e de acolhimento para o desenvolvimento dos respectivos países de origem e para o autodesenvolvimento das comunidades. Nossa análise se baseia na abordagem das redes de políticas públicas como forma de governança e na categorização proposta por Mohan (2002), autor que considera oque as diásporas podem envolver-se em relações voltadas para o desenvolvimento em, pelo menos, três diferentes dimensões interligadas: development in, through and by the diaspora. Sendo assim, a pesquisa de campo, que consistiu em entrevistas semiestruturadas com líderes associativos e representantes diplomáticos, identificou diferenças entre os dois casos, especialmente em termos de maturidade das relações entre associações e Estados, fator que está atrelado à história migratória e à relação estratégica que cada Estado tem com sua diáspora. Foi identificado, ainda, que o autodesenvolvimento das comunidades é a principal esfera de atuação das associações, porém, foram registradas atividades nos outros domínios, marcadamente no caso cabo-verdiano.

Palavras-chave: Nexo migração-desenvolvimento; Associações de imigrantes brasileiras e cabo-verdianas em Portugal, Relações entre diásporas e Estados.

 

 

Abstract: This work aims to investigate how the associative movements of Brazilian and Cape Verdean diasporas in Portugal are linked to the promotion of the migration-development nexus, focusing on the relations with the States of origin and with the host State for the development of their countries of origin and for the self-development of these immigrant communities. The analysis is based on the public policy network approach as a form of governance and on the categorization proposed by Mohan (2002), who considers that diasporas can engage in development in, at least, three different dimensions interconnected: development in, through and by the Diaspora. Thus, the field research, which consisted of semi-structured interviews with association leaders and diplomats, identified differences between the two cases, especially in terms of maturity of relations between associations and States, which is a factor related to the migratory history and to the strategic relationship that each State has with its diaspora. Was identified also that the communities’ self-development is the main sphere of action of associations, however, activities were identified in other areas, notably in the Cape Verdean case.

Key-words: Migration-development Nexus; Brazilian and Cape Verdean Immigrant Associations in Portugal; Relations between diasporas and States.

 

 

DOI: 10.20424/2237-7743/bjir.v4n3p476-515

 

Biografia do Autor

Iris de Mel de Trindade Dias, Universidade do Minho - Portugal Doutorado em Ciência Política e Relações Internacionais, bolsista da Fundação para a Ciência e a Tecnologia de Portugal (FCT)
Doutoranda em Ciência Polítca e Relações Internacionais na Universidade do Minho e  bolsista da Fundação para a Ciência e a Tecnologia de Portugal (FCT), Mestre em Relações Internacionais pela Univerisdade do Minho e Graduada em Ciências Socias pela Universidade Federal de Pernambuco.
Isabel Maria Estrada Cavalhais, Professora do Departamento de Administração Pública e Relações Internacionais da Universidade do Minho
Professora do Departamento de Relações Internacionais e Administração Pública da Universidade do Minho, Doutora em Sociologia pela Universidade de Warwick, Mestre em Sociologia pela Universidade de Coimbra e Graduada em Relações Internacionais pela Universidade do Minho.
Publicado
2015-10-21
Seção
Artigos