“Equidade universal, humanidade, razão activa”. J. G. Herder sobre a paz perpétua

  • Fernando M. F. Silva

Resumo

O texto “Para a Paz Perpétua. Um ensaio filosófico”, que Kant colige em 1795, constitui um importante marco na linha de formação do pensamento político, ético e antropológico do grande filósofo; uma linha de formação que há muito se vinha anunciando, mais ou menos veladamente, em algumas Lições de Antropologia (1772-1796), ou em textos como “Ideia para uma História Universal num Propósito Cosmopolita” (1784), ou “Sobre o Dito Comum: isso pode ser Verdadeiro na Teoria, mas não vale para a Prática” (1793), e que é definitivamente trazida à palavra justamente no texto de 1795.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando M. F. Silva

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Publicado
2018-07-12
Seção
Traduções/Translations