As contribuições do construtivismo para o ensino de astronomia nos anos iniciais

  • Roberta Chiesa Bartelmebs Universidade Federal Rio Grande de Sul
  • Roque Moraes Universidade Federal do Rio Grande de Sul
Palavras-chave: Ensino de astronomia. Anos Iniciais. Construtivismo.

Resumo

Pretendemos aqui discutir quais as contribuições da epistemologia genética para a aprendizagem de temas da astronomia presentes no currículo dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Desta epistemologia surge, na pedagogia, a chamada metodologia construtivista. Demonstramos em nosso artigo que, ao utilizar uma metodologia que parta de perguntas e problemas o professor pode possibilitar a ação dos alunos sob o objeto de pesquisa e assim, tornar possível que construam seus conceitos sobre o mundo e possam cada vez mais complexificarem seus saberes. Ensinar astronomia desde os anos iniciais pode auxiliar no desenvolvimento do raciocínio lógico-matematico dos alunos, o que os torna capazes de compreender o mundo que os cerca, isto consequentemente influenciando na sua alfabetização cientifica, pois, cada vez mais poderão intervir no mundo de forma consciente. Neste sentido que acreditamos não apenas na inclusão de temas da astronomia no ensino de ciências, como também na necessidade de revisar as metodologias aplicadas nesta disciplina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BORGES, R. M. R.; MORAES, R. Educação em Ciências nas Séries Iniciais. Porto
Alegre: Sagra Luzzatto, 1998.
CANIATO, R. Um projeto brasileiro para o ensino de física. Tese (Doutorado), Faculdade de Educação, UNICAMP, Campinas, 1974.
_________. Com ciência na educação: ideário e prática de uma alternativa brasileira
para o ensino da ciência. Campinas: Papirus, 1987.
GOMES, L. C. As descobertas da astronomia à luz da teoria da abstração reflexionante
de Jean Piaget. Dissertação (Mestrado em Educação). UFRGS. Programa de pósgraduação em educação. Porto Alegre, 2007.
LANGHI, R. Um estudo exploratório para a inserção da astronomia na formação de
professores dos anos iniciais do ensino fundamental. Dissertação (Mestrado em educação em Ciências). UNESP, BAURU, 2004.
LATTARI, C. J. B. (et al). Construindo o conhecimento do universo a partir do indivíduo: ensino de astronomia no ensino fundamental. In: XVI SNEF - Simpósio nacional
de ensino de Física: O ensino no ano mundial da física. CEFET-RJ, Rio de Janeiro, 24 a 28 de Janeiro de 2005.
MACEDO L. Teoria da Equilibração. In: MACEDO, Lino (org.) Jogos, psicologia e
educação: Teoria e pesquisas. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2009.
MONTANGERO, J. e MAURICE-NAVILLE, D. Piaget ou a inteligência em evolução. Porto Alegre: ARTMED, 1998.
MORAES, R. É possível ser construtivista no ensino de ciências? In: MORAES, Roque (org). Construtivismo e ensino de ciências: Reflexões epistemológicas e metodológicas. 2. ed. Porto Alegre: EDIPUC, 2003.
NOGUEIRA, Salvador. CANALLE, João Batista Garcia. Astronomia: Ensino
Fundamental e Médio. Coleção Explorando o Ensino vol. 9. Brasília: MEC, SEB,
MCT, AEB, 2009.
PIAGET, J. A construção do real na criança. 2ª Ed. Rio de Janeiro, Zahar; Brasília, INL, 1975.
__________. O nascimento da inteligência na criança. 4ª Ed. Rio de janeiro: Editora Guanabara S.A.1987.
___________. Para onde vai a educação. 12 ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1994.
Volume 4 Número 2 – Ago-Dez/2012 90
www.marilia.unesp.br/scheme
ISSN: 1984-1655
___________. Psicologia e Pedagogia. 2 ed. Rio de Janeiro – São Paulo: Companhia
editora forense, 1972.
Publicado
2013-01-15
Seção
Artigos