REVISTA DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ATIVIDADE MOTORA ADAPTADA http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/sobama <p style="margin: 0cm; margin-bottom: .0001pt;">A Revista da Associação Brasileira de Atividade Motora Adaptada é uma publicação semestral que foi criada para atender às necessidades de divulgação e discussão da produção científica e de assuntos da área de Atividade Motora Adaptada. É órgão oficial da&nbsp;Associação Brasileira de Atividade Motora Adaptada &nbsp; &nbsp; &nbsp;&nbsp;</p> <p style="margin: 0cm; margin-bottom: .0001pt;">A Revista aceita a submissão de manuscritos originais de profissionais e pesquisadores de diferentes áreas como Educação Física e Esportes, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Educação Especial, Psicologia e outras, cujos manuscritos tenham perfis direcionados à área de Atividade Motora Adaptada ou pertinente aos interesses dos leitores da revista da Sobama.</p> <p style="margin: 0cm; margin-bottom: .0001pt;">&nbsp;</p> <p style="margin: 0cm; margin-bottom: .0001pt;"><strong>Revista da Associação Brasileira de Atividade Motora Adaptada</strong></p> <p style="margin: 0cm; margin-bottom: .0001pt;"><strong><em>Continuação de:&nbsp;</em></strong>Revista da Sociedade Brasileira de Atividade Motora Adaptada - e-ISSN 2359-2974 | ISSN&nbsp;1413-9006</p> UNESP pt-BR REVISTA DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ATIVIDADE MOTORA ADAPTADA 1413-9006 AVALIAÇÃO MOTORA DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA DE ESCOLA REGULAR E ESCOLA ESPECIAL http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/sobama/article/view/9007 <p>O autismo é definido como um transtorno complexo do desenvolvimento que se divide em leve, moderado e severo, tendo sua condição de saúde caracterizada por déficit em três importantes áreas do desenvolvimento: comunicação, socialização e comportamento. Este estudo teve como objetivo verificar o desenvolvimento motor de crianças com TEA (transtorno do espectro do autista), sendo de escola regular e escola especial (APAE). Trata-se de um estudo descritivo e quantitativo. Para avaliação do desenvolvimento motor foi utilizado o teste Körperkoordination Test für Kinder (KTK). Foram avaliados 16 participantes de 8 a 12 anos de ambos os sexos. O teste nos possibilita analisar a coordenação de cada sujeito e verificar qual grupo possui um melhor desempenho. Na análise estatística descritiva e comparativa foi adotada significância p&lt;0,05. Podemos destacar o quociente motor dos alunos da escola especial que 87,5% estão baixos em sua classificação e 12,5% se encontram regular, já na escola regular cerca de 37,5% estão com uma classificação regular e 62,5% dos alunos estão com sua classificação baixa. Diante do estudo podemos verificar um melhor desempenho no grupo escolar em relação ao grupo de escola especial, isso pode se dar ao fato da inclusão desses alunos nas aulas de educação física, porém quando analisamos estatisticamente os grupos não possuíram diferenças significantes.</p> <p>Recebido em: 17/06/2019<br>Reformulado em: 30/07/2019<br>Aceito em: 30/07/2019</p> Luan Henrique Moreira De Lima Carlos Henrique Prevital Fileni ##submission.copyrightStatement## 20 2