Aniquilamento e descriação: uma aproximação entre Marguerite Porete e Simone Weil

Palavras-chave: Marguerite Porete, Aniquilamento, Simone Weil, Descriação, Mística

Resumo

Neste artigo, pretendemos abordar o pensamento de duas mulheres (duas filósofas francesas) por meio dos conceitos de aniquilamento (anientissement), que encontramos em Le mirouer des simples ames de Marguerite Porete († 1310), e descriação (decréation) que aparece em Pensateur et grace de Simone Weil (1909-1943). Também usaremos a obra de Weil La connaisance surnaturelle composta pelos Cahiers d’Amérique e Notes ècrites à Londres, onde ela faz referência ao livro de Marguerite Porete. Deste modo, apresentaremos, num primeiro momento, a mística de Marguerite Porete, focando no conceito de aniquilamento. Depois, num segundo momento, mostraremos um pouco da mística de Simone Weil por meio do conceito de descriação. A partir deste segundo momento, já iremos traçando alguns paralelos para mostrar a semelhança entre a mística das duas pensadoras que se refletirá no terceiro momento deste artigo, onde apresentaremos Weil como leitura de Le mirouer des simples ames.

Recebido: 30/12/2019
Aceito: 30/12/2019

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Simone Marinho Nogueira, Universidade Estadual da Paraíba

Professora Associada do Curso de Filosofia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Campina Grande, PB – Brasil. Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Literatura e Interculturalidade da UEPB.
Doutora em Filosofia pela Universidade de Coimbra, Coimbra – Portugal. Líder do Principium: Núcleo de Estudo e Pesquisa em Filosofia Medieval/UEPB/CNPq e pesquisadora do Apophatiké: Grupo de Estudos Interdisciplinares em Mística/UFF/CNPq.

Publicado
2020-01-30
Seção
Artigos/Articles